Vamos falar de vídeo?

Duas coisas são muito importantes pra mim (mentira, gente!  noiva que é noiva descobre rapidinho que TUDO é importante, e enlouquece com isso! mas vamos fingir…): fotografia e vídeo.

Vou falar da fotografia depois, pois foi uma escolha muuuuito mais difícil, devido à grande quantidade de bons profissionais no mercado. Pra vídeo, talvez por requerer uma infraestrutura maior, as opções são bastante limitadas, pelo menos dentro do estilo que queríamos.

E que estilo é esse? Aquilo que hoje se chama “videojornalismo“. Não vou entrar no mérito técnico da coisa, sobre se esse nome é correto ou não… Não sou da área, sei que as definições não são tão simplistas quanto pensamos, mas vamos nos ater ao pequeno-grande-vocabulário-da-noiva-moderna (rs): algo espontâneo, que contasse a nossa história de forma descontraída, mas que conseguisse captar a emoção de cada momento. Um vídeo que fosse fruto do olhar atento,  ao mesmo tempo que sensível. Descobri que gostava desse tipo de filmagem assistindo a inúmeros pocket videos de casamentos, internet afora.

A primeira empresa com que entrei em contato, antes mesmo de marcar a data do casamento, foi A Cereja. Inicialmente, achei que sairia muito caro, pois a empresa é de São Paulo, mas o trabalho deles é tão bom que achei que valia a pena cotar. Pedi orçamento, a Luísa me atendeu super bem e, no fim das contas, nem saía caro. Valia super a pena mesmo. Infelizmente, porém, não conseguimos conciliar nossas agendas pra uma reunião e, como eu já ia ao Rio em seguida, acabei descartando.

Continuei minha busca e logo me deparei com o trabalho do Lenito Ribeiro. O trabalho dele é incrível, exatamente como eu queria, e o preço é justo. Porém, quando entrei em contato novamente, depois de definida a data do casório, recebi a resposta de que ele não tinha disponibilidade pra esse dia. :-(

Pra fazer um suspense sobre o nosso escolhido (rsrs) e dar a quem ainda está em busca do vídeo perfeito outras boas opções, sugiro que dêem uma olhada também em: oui filmes e Goiabada com Queijo. Outro incrível é o Pepê Figueroa. Ele é um pouco mais caro, mas eu até fiquei meio aliviada (rs) por ele não ter disponibilidade pra minha data. Isso porque o atendimento dele foi excelente, ele parece ser mesmo um fofo, e isso faz toda a diferença pra alguém que vai passar o dia inteiro com a gente, né?! E tem uma coisa que eu acho muito bacana: O preço dele está no site, disponível pra quem quiser ver.

Bom, chega de suspense!

O nosso escolhido não perde pra nenhum dos citados acima!! Eu havia visto o vídeo dele no blog da Bia, o noiva por um ano, e tinha amado! Nem sei quantas vezes já vi e revi esse vídeo. rs Além disso, ele é de Niterói, o que eu acho que facilita. O atendimento por e-mail foi ótimo, muito atencioso. No dia da reunião, nos atrasamos muito porque ficamos engarrafados na ponte. Pedimos pra transferir pro dia seguinte, e ele topou numa boa. Ainda foi super flexível com relação ao horário, e sempre muito simpático. O atendimento pessoalmente também foi muito bom, e a negociação foi bacana. Fechamos, muito felizes, com o Daniel Barrozo! Menos um item na nossa enorme to do list!

 

Olá!

Resolvi fazer este blog pra compartilhar um pouquinho dos preparativos do meu casamento, tanto com os amigos, quanto com quem quiser chegar!

Fiquei noiva do Mauricio no dia 17/08/12, e – desde então – não falo de outra coisa. rs

Como vou me casar em Niterói-RJ, mas atualmente moro em São Paulo, tenho um grande desafio pela frente: organizar tudo à distância… E, apesar de ainda estar no comecinho de tudo, posso garantir que dá trabalho, viu?

Espero também poder contribuir com referências para as futuras noivinhas como eu :-)

Beijos!